Flexibilização das restrições favorece aquecimento do turismo

O setor de turismo baiano passa pelo momento de gradual reação econômica, diante do avanço da vacinação e o momento de maior flexibilização de medidas restritivas contra a Covid-19. Na Bahia, 30% dos empresários do segmento acreditam que as atividades retornarão à situação de regularidade nos próximos seis meses, já 31% afirmam que o cenário […]


13 de setembro de 2021 10:51

O setor de turismo baiano passa pelo momento de gradual reação econômica, diante do avanço da vacinação e o momento de maior flexibilização de medidas restritivas contra a Covid-19.

Na Bahia, 30% dos empresários do segmento acreditam que as atividades retornarão à situação de regularidade nos próximos seis meses, já 31% afirmam que o cenário será possível a partir do primeiro trimestre de 2022. Dados são de pesquisa do observatório da Secretaria de Turismo do Estado (Setur), do último mês.

De acordo com o secretário de turismo da Bahia, Maurício Bacellar, o momento ainda não é de lucro para os equipamentos turísticos do estado. No entanto, o acréscimo de movimento em aeroportos e na ocupação hoteleira trazem otimismo para o futuro do setor.

“No cenário pós-pandemia, as pesquisas do setor apontam a Bahia como o destino mais desejado pelos brasileiros. Com o avanço da vacinação e a queda dos números relacionados com a pandemia, que estão ligados de forma direta com o desempenho do setor turístico, a gente tem a esperança de retomada para os próximos meses. No dia 27 de setembro, Dia Internacional do Turismo, vamos lançar o programa de retomada da atividade turística no estado”, afirma Bacellar.

Em momento de pandemia, ele acrescenta que o turismo interno tem sido um caminho para o setor.

Por atarde