Tropa da PM em Belmonte encerra o ano com duas importantes promoções

O efetivo da Polícia Militar em Belmonte encerra o ano de 2019 com duas importantes promoções em seu quadro de praças. Estamos falando das promoções do sub-comandante Valnir França Lapa, que passou da graduação de Sargento para Sub-tenente, e do soldado Elivan Marques Dórea, que passou para a graduação de Cabo. O Sub-tenente Lapa ingressou […]


31 de dezembro de 2019 16:48

O efetivo da Polícia Militar em Belmonte encerra o ano de 2019 com duas importantes promoções em seu quadro de praças. Estamos falando das promoções do sub-comandante Valnir França Lapa, que passou da graduação de Sargento para Sub-tenente, e do soldado Elivan Marques Dórea, que passou para a graduação de Cabo.

Sub-Tenente Lapa

O Sub-tenente Lapa ingressou na Polícia Militar em 1993, onde, através de um concurso interno foi promovido à graduação de Sargento em 2005. Em 2016 o sub-comandante passou pelo Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (CAS) que o habilitou à graduação de Sub-tenente. Devido à condição de Excepcional Comportamento, Valnir Lapa foi promovido à graduação de Sub-tenente por merecimento.

Cabo Dórea

Outra importante graduação conquistada pelo efetivo da Polícia Militar em Belmonte foi a promoção, do agora Cabo, Elivan Marques Dórea. Dórea, natural de Buerarema, o mesmo ingressou na corporação em 2003 e é considerado um dos melhores policiais militares da Companhia de Belmonte. Respeitado pela comunidade, Dórea já trabalhou por muitos anos como professor da rede municipal de ensino e desenvolve um importante trabalho de prevenção de drogas através de palestras em escolas e entidades de assistência social.

O Comandante da Polícia Militar em Belmonte, Capitão Neri, conversou com nossa equipe e comentou a importância das duas promoções dentro do quadro da 5ª Companhia de Belmonte. O oficial ressaltou a qualidade do trabalho dos promovidos e disse estar feliz com o profissionalismo da tropa belmontense que vem apresentando ótimos resultados no combate à criminalidade na cidade.

MaisBN