Porto: Decreto municipal permite retorno de apresentações musicais

Apresentações podem ter até cantores, acompanhados de um instrumentista


A Prefeitura de Porto Seguro publicou, na segunda-feira (11/01), o decreto 11.477/21, que permite a realização de manifestações artístico-culturais em todo o território do município.

De acordo com a determinação, até dois cantores, acompanhados de apenas um instrumentista, podem se apresentar em espaços públicos.

Segundo Sérgio Couto, presidente do Sindicato de Músicos e Artistas do Estado da Bahia- SINDIMED, a permissão também é válida para apresentações de artistas em bares e restaurantes.

Estão excluídas as manifestações que configurem festas e shows. “O que vai determinar se o evento é festa/show ou não, é o contrato firmado entre o estabelecimento comercial e os artistas”, frisou Couto.

A Secretaria de Saúde ficará responsável por acompanhar a saúde dos artistas, filiados ou não ao sindicato, com testagem periódica para o coronavírus. Além disso, todas as apresentações devem respeitar os protocolos exigidos pela Vigilância Sanitária.

Ainda conforme a publicação, o documento não desrespeita o decreto estadual 20.165, que prorroga a suspensão, até 15 de janeiro, de apenas festas e shows, públicos ou privados, no território baiano.

CLASSE REIVINDICAVA

Em protesto ao decreto estadual, um grupo de músicos chegou a bloquear os dois sentidos da BR-367, na Orla Norte de Porto Seguro, no dia 07 de janeiro.

A categoria reivindicava o retorno às apresentações musicais. “A cidade está superlotada, com festas em vários lugares e só nossa categoria não pode trabalhar. Já faz quase um ano que os músicos estão parados, estamos sendo marginalizados”, disse o músico Bené Lima na ocasião, em entrevista ao RADAR 64.

. . .

Leia também: