Policlínica regional não poderá atender pacientes de municípios não conveniados

Câmara de Itabela vota novamente na próxima terça-feira (04) se município poderá participar.


3 de junho de 2019 09:03
Foto: GovBA – Policlínica da Costa do Descobrimento será implantada em Eunápolis.

No início da tarde desta sexta-feira (31) o coordenador dos Consórcios de Saúde do Estado da Bahia, Nelson Portela, informou durante entrevista à rádio Pataxós que os municípios que não estiverem conveniados com a policlínica que será implantada para atender o consórcio regional não poderão ter seus pacientes atendidos.

“A policlínica não atende emergência. Quem faz a regulação e a marcação é o município conveniado onde o paciente reside. O município que não participar não terá pacientes atendidos pela policlínica”, disse Nelson Portela.

Os municípios de Belmonte, Eunápolis, Guaratinga, Itagimirim, Itapebi, Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália que integram o Consórcio de Desenvolvimento Sustentável da Costa do Descobrimento (CONDESC) sinalizaram interesse pela implantação da policlínica.

Apenas Itabela, que também participa do CONDESC, pode não ser beneficiada porque a câmara de vereadores não aprovou a proposta em novembro do ano passado, com isso o município pode ficar de fora. Na próxima terça-feira (04) uma nova votação será feita pela câmara de Itabela.

Sobre a possiblidade do município de Itabela ficar de fora, o coordenador dos consórcios disse que espera que os vereadores aprovem o projeto que vai trazer benefícios para a população. “Poucas cidades ficam de fora de um consórcio como esse. Geralmente, é por questões políticas de partidos contrários ao Governo do Estado”, afirmou.

Nelson Portela contou sobre o processo de implantação da policlínica. “Fizemos uma sondagem e escolhamos um terreno para a construção em Eunápolis, por ser uma cidade logisticamente centralizada para atender os oitos municípios. Haverá transporte de segunda a sexta-feira para buscar e levar todos os pacientes das outras cidades conveniadas.”  

A unidade de saúde terá atendimento em 15 especialidades. Os pacientes terão direito a todos os tipos de exames de imagem que são exigidos constantemente por médicos como ressonância, raio-X, endoscopia, colonoscopia entre outros.

Por fim, Nelson esclareceu como a policlínica será mantida. “O Governo da Bahia investirá em torno de R$ 25 milhões para a construção, compra de equipamentos e aquisição dos micro-ônibus. O custo da manutenção será divida em 60% dos municípios conveniados e 40% do Estado. Os 60% dos municípios serão repartidos pelos números de habitantes de cada um, quem tem mais contribui com mais”.

Ainda não se tem previsão para o início das obras de construção da Policlínica da Costa do Descobrimento. O governador Rui Costa deve assinar nos próximos dias a ordem de serviço. Na sequência será feita a licitação para escolha da empresa que construirá a unidade de saúde regional.