Oposição aos “fraternos” e histórico vitorioso, explica favoritismo de Jânio Natal em Porto Seguro

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito do município de Porto Seguro, Jânio Natal (PL), de acordo enquetes e manifestações nas redes sociais locais, tem aparecido como favorito nas eleições municipais de 2020. A preferência manifestada, em sua grande maioria, è reconhecida pelos eleitores, devido ao protagonismo assumido pelo deputado em relação às denúncias que […]


31 de agosto de 2020 14:07

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito do município de Porto Seguro, Jânio Natal (PL), de acordo enquetes e manifestações nas redes sociais locais, tem aparecido como favorito nas eleições municipais de 2020.

A preferência manifestada, em sua grande maioria, è reconhecida pelos eleitores, devido ao protagonismo assumido pelo deputado em relação às denúncias que tem feito às administrações denominadas “fraternas”, pela Polícia Federal, nos municípios de Porto Seguro, Eunápolis e Santa Cruz Cabrália, cujos prefeitos, Cláudia Oliveira, Robério Oliveira e Agnelo Santos, respectivamente, são os alvos principais da operação homônima, também intitulada, pela mesma Polícia Federal, como “ciranda da propina”.

O acompanhamento e desdobramentos dessa operação foram objeto, quase que diário e exclusivo, de matérias jornalísticas da Rádio 88,7 FM, de propriedade do ex-prefeito e também pré-candidato a prefeito, Ubaldino Júnior, que em momento nenhum contemporizava ou media as palavras e comentários para destacar as irregularidades e ilícitos apontados pela operação, ainda sem conclusão, mas que já indiciou diversos agentes públicos/administrativos, empresários, e estabeleceu medidas cautelares severas, como o recolhimento do passaporte da prefeita, que se encontra impedida de viajar para o exterior.

Ocorre que, de repente e após circulação e especulação de um suposto acordo, não contestado por Ubaldino e Robério, que são quem têm a palavra final; de uma aliança entre os grupos, já apelidada pela população de “aliança coronavírus”; o valente e desafiador Ubaldino, se calou. Um silêncio homérico que levanta considerações sinistras e suposições maldosas, entre seus próprios apoiadores e seguidores.

Neste cenário em que, mesmo que haja uma oposição séria, mas discreta à administração Cláudia Oliveira, como às do combatente Chico Cancela e do novato e estreante Luigi Rotunno, o deputado Jãnio Natal herdou o papel central, principal e de liderança, para ecoar as angustias, ilicitudes, desacertos, enfim, Jânio tornou-se o arauto do calvário dos “fraternos”.

Soma-se à essa condição de herdeiro da oposição no município, a capacidade de articulação, o prestígio junto ao governo do estado, como deputado da base do governador e o brilhante e impressionante desempenho eleitoral em sucessivas campanhas, que lhe confere um retrospecto de dez mandatos eletivos, desde vereador na capital baiana, Salvador, passando pelas prefeituras de Belmonte, Porto Seguro e Câmaras Federal e Estadual, justificando o título de “águia política”, temível pelos adversários, especialmente nas urnas.

Jojonotícias