Médica de Porto Seguro faz apelo a Bolsonaro: ´precisamos de hidroxicloroquina´

A médica Raissa Soares, que atende no Hospital Luís Eduardo Magalhães em Porto Seguro e virou sensação das redes sociais ao gravar vídeos esclarecendo à população sobre a covid-19, gravou na manhã desta terça-feira (30) um vídeo fazendo um apelo ao Presidente da República, Jair Bolsonaro. No vídeo, a médica fala sobre a urgência de […]


1 de julho de 2020 10:03

A médica Raissa Soares, que atende no Hospital Luís Eduardo Magalhães em Porto Seguro e virou sensação das redes sociais ao gravar vídeos esclarecendo à população sobre a covid-19, gravou na manhã desta terça-feira (30) um vídeo fazendo um apelo ao Presidente da República, Jair Bolsonaro.

No vídeo, a médica fala sobre a urgência de se mandar o medicamento hidroxicloroquina para a região do extremo sul da Bahia. Segundo relato de Raíssa, desde que gravou o primeiro vídeo, tem atraído pacientes de várias cidades.   “ Essa semana já atendi pacientes de Itagimirim, Itabela, Porto Seguro, Arraial, Trancoso, Caraíva. Itapebi. Já atendi pacientes de Santa Cruz Cabrália, Eunápolis.Tá cheio de gente de Eunapolis aqui meu Presidente! Todos, todos tem o mesmo discurso meu Presidente, eles não tem hidroxicloroquina onde moram.” A médica fala que está constrangida de pedir a empresários de Porto Seguro que manipulem a medicação.

Para a médica, a falta do medicamento têm atrasado o tratamento de várias pessoas na região. Ela cita uma live realizada pelo jornalista Alexandre Garcia, em que médicos entrevistados afirmam que o uso do medicamento no começo da doença, ajuda nas chances de cura.

A médica faz uma apelo ao Presidente  para que ele envie a medicação para a região. Ela afirma que o medicamento usando com o protocolo, salva vidas.

“As pessoas estão sendo salvas. Até agora quem seguiu o protocolo não morreu”.

Sobre Raíssa Soares – Formada Universidade Federal de Minas Gerais- UFMG; Médica clínica; trabalha com o SUS há 25 anos, Trabalha em um posto do Programa da Saúde da Família (PSF) no município de Porto Seguro. Foi umas das  primeiras médicas da região a usar o protocolo de atendimento da Pandemia fazendo uso dos medicamentos azitromicina, ivermectina e nitazoxanida, que reduzem a carga viral.  O uso desses medicamentos em associação com as vitaminas D , C e Zinco tiveram resultados positivos em adultos e idosos.

A médica Raíssa Soares já participou também da criação de protocolos para a dengue e a gripe H1N1.

Dados da Secretaria de saúde da Bahia- Sesab, em novo recorde, a Bahia registra 3.840 casos confirmados e 53 mortes, em 24 horas.

Bahiadiaadia