Belmonte: Greve de professores chega a três semanas; docente cobram salários

Professores da rede municipal de Belmonte, na Costa do Descobrimento, chegam a três semanas de paralisação, nesta quarta-feira (30). Os docentes afirmam que a prefeitura não pagou salários do mês de setembro. Segundo a TV Santa Cruz, esta é a segunda paralisação do ano da categoria no município. O sindicato diz que professores que atuam […]


31 de outubro de 2018 09:22

Professores da rede municipal de Belmonte, na Costa do Descobrimento, chegam a três semanas de paralisação, nesta quarta-feira (30). Os docentes afirmam que a prefeitura não pagou salários do mês de setembro.

Segundo a TV Santa Cruz, esta é a segunda paralisação do ano da categoria no município. O sindicato diz que professores que atuam em três distritos do município ainda não receberam os vencimentos. Os professores afirmam que apenas quem trabalha na sede recebeu salário. Ainda segundo a emissora, mais de cinco mil alunos estão sem aulas e os pais já estão preocupados com o calendário escolar.

Em resposta, a prefeitura de Belmonte informa que falta pagar os salários de 97 dos 743 profissionais da educação. O prefeito Janival Borges atribui o problema à diminuição de 17% de repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb).

Borges declarou que a prefeitura recebeu este mês R$ 1.406.000,00, o que não deu para pagar a folha de professores efetivos, que seria de R$ 1.480.000. O gestor afirmou ainda que teve de recorrer à arrecadação do município para pagar os funcionários contratados.