Prefeito Robério quer dar prioridade a UPA, unidade de saúde que ele construiu e abandonou

A princípio seria um mini hospital no bairro Rosa Neto, para tanto á época o presidente da CME Claudionor Nunes devolveu mais de 1 milhão de reais e o mini hospital não foi construído, aliás, Claudionor Nunes desafeto de muita gente, foi o único presidente do legislativo que devolveu dinheiro, os demais, nem um centavo. […]


9 de janeiro de 2017 12:46

A princípio seria um mini hospital no bairro Rosa Neto, para tanto á época o presidente da CME Claudionor Nunes devolveu mais de 1 milhão de reais e o mini hospital não foi construído, aliás, Claudionor Nunes desafeto de muita gente, foi o único presidente do legislativo que devolveu dinheiro, os demais, nem um centavo.

Depois veio o plano do governo federal e Robério construiu a UPA, Unidade de Pronto Atendimento, mas a de Eunápolis nunca funcionou e, o mini hospital sumiu e a verba devolvida também. A reportagem do rota51.com foi ao local e encontrou a construção caindo aos pedaços, toda escorada de madeira e de jeito nenhum um poderia ser utilizada, a não ser que o teto fosse restaurado e, como o projeto do governo federal denominado UPA deixou de existir, o ex prefeito Neto, não pode colocá-la pra funcionar, sem os recursos do governo federal, pois já estava envolvido na reconstrução do colégio Anésia Guimarães que o próprio Robério destruiu, colocou o colégio em um hotel e, Neto o fez com recursos próprios no valor de 2 milhões de reais.

Agora Robério quer ativar a UPA, mas tem primeiro que consertar o teto escorado, adquirir todo material necessário, como ele mesmo diz ter consciência da necessidade, e colocar a UPA pra funcionar, mas tem um problema, UPA não existe mais, as que funcionam, tudo bem, as demais é um problema a ser resolvido, por isto, a aquisição dos equipamentos terão de ser com verbas próprias, mas como Robério tem acesso a muitos padrinhos, tomara que ele consiga, ativar a UPA, coloca-la como 2º plano no atendimento médico, e isto irá proporcionar um melhor atendimento no HRE, terá de fazer muita divulgação e sobretudo contratar mais médicos para o atendimento 24 horas.

Mas, principalmente quando o HRE atende a toda região Itapebi, Itagimirim, Itabela, Guaratinga e Eunápolis, é por isto que não sobre espaço para os eunapolitanos, prefeitos incompetentes fizeram suas cidades sobrecarregar o HRE, enquanto faziam festas e gastavam o que não podiam. Mas a esperança é que tudo isto seja resolvido e a saúde da cidade possa pelo menos atender bem os eunapolitanos. E como agora o bairro Rosa Neto tem mais uma vez um vereador que o represente, está na hora de lutar pelos votos conseguidos.