Polícia investiga desvio em conta da Câmara de Porto Seguro com cheques clonados

A Polícia Civil investiga uma fraude que resultou em um desvio de quase R$ 28 mil do orçamento da Câmara Municipal de Porto Seguro ao longo do mês de janeiro. O golpe, segundo o presidente da casa legislativa, Evaí Fonseca (PHS), foi descoberto na última terça-feira (31). Durante conferência dos extratos de uma das contas correntes, […]


16 de fevereiro de 2018 09:31

A Polícia Civil investiga uma fraude que resultou em um desvio de quase R$ 28 mil do orçamento da Câmara Municipal de Porto Seguro ao longo do mês de janeiro.

O golpe, segundo o presidente da casa legislativa, Evaí Fonseca (PHS), foi descoberto na última terça-feira (31). Durante conferência dos extratos de uma das contas correntes, ele diz ter detectado quatro pagamentos não autorizados.

De acordo com o presidente, os saques foram feitos por meio de cheques clonados e com assinaturas falsificadas. “Fui até o Banco do Brasil e o gerente da conta reconheceu a fraude e determinou o estorno do valor”, afirmou Fonseca.

Ele também pediu a microfilmagem dos cheques, que foram anexados ao inquérito policial, já aberto pelo delegado Marcelo Paiva, titular da 1ª Delegacia Territorial de Porto Seguro.

“Chegou ao nosso conhecimento ontem (1º) e estamos apurando os fatos”, informou o delegado.

“As investigações agora seguem com a Polícia Civil. Essa conferência será feita todos os meses e qualquer irregularidade que for encontrada será apurada e corrigida”, destacou o vereador.