IASA (Instituto Amigos de Santo André) capacita Jovens para o sucesso

Aos 6 anos, Vitoria e Andrew começaram a estudar música na bandinha do IASA (Instituto Amigos de Santo André). Hoje, aos 15 anos, eles foram selecionados através do Procec (Programa de Capacitação em Ensino Musical Coletivo)


1 de junho de 2021 16:40

Aos 6 anos, Vitoria e Andrew começaram a estudar música na bandinha do IASA (Instituto Amigos de Santo André). Hoje, aos 15 anos, eles foram selecionados através do Procec (Programa de Capacitação em Ensino Musical Coletivo) para receberem uma bolsa de estudos no valor de R$ 345,00 mensais para, num período de 6 meses, se especializarem em sua arte: ela como monitora de flauta doce, ele como monitor de violino. O Procec tem monitoria supervisionada através do NEOJIBA (Núcleos Estaduais e Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), num projeto apoiado pela Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia.

O IASA é um desses núcleos de estudo de música orientados pelo Neojiba, um exemplo inovador de política pública que alia, de forma pioneira na Bahia, as áreas da Cultura, da Educação e do Desenvolvimento Social. O programa foi criado em 2007 pelo pianista, educador, regente e gestor cultural Ricardo Castro. A metodologia do programa NEOJIBA é inspirada em um modelo didático-musical de desenvolvimento humano, criado por José Antônio Abreu, na Venezuela, em 1975, hoje reconhecido mundialmente como El Sistema, uma das mais exitosas iniciativas do gênero na história.

Desde 2007, mais de 10 mil crianças, adolescentes e jovens em todo o Estado foram beneficiados com as ações de formação musical do programa NEOJIBA. Sua estrutura organizacional conta com um total de 13 núcleos, sendo o Núcleo Central NEOJIBA, localizado em Salvador, mais 3 Núcleos Territoriais NEOJIBA em: Feira de Santana; Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista e 9 Núcleos de Prática Musical (NPM), sediados em diferentes bairros da capital e em outros dois municípios do estado: Simões Filho e Jequié. Atualmente, o NEOJIBA atende 1970 integrantes diretos em seus Núcleos, e 4.500 indiretos em ações de apoio a iniciativas musicais parceiras.

Vitória, que estuda violoncelo e Andrew violino, terão muito estudo pela frente nos próximos 6 meses. O processo que ofereceu 7 vagas para formar monitores em toda a Bahia, teve um enorme número de inscritos. Para participar era necessário ser membro de uma das instituições da Rede de Projetos Musicais da Bahia, e na inscrição deveriam ter entre 15 e 25 anos de idade completos, e frequentar ou já ter concluído o ensino médio. Foram 7 participantes de Santo André, sendo que Vitória e Andrew conseguiram completar corretamente os requisitos de vídeo e preenchimento de ficha.

O PROCEC é coordenado pela Diretoria Educacional do NEOJIBA e consiste no oferecimento de capacitação continuada aos bolsistas selecionados neste processo seletivo. As capacitações são oferecidas por profissionais da equipe pedagógica do NEOJIBA.

As atividades à distância serão mensais com aulas via internet, com horário marcado, com um professor (tutor) especializado na disciplina a que o candidato concorre. Em contrapartida, o aprovado encaminhará mensalmente 1 relatório descrevendo detalhadamente as aulas e a metodologia aplicadas em suas práticas pedagógicas, incluindo anexos de vídeos de trechos das aulas e fotografias.

Complementar às atividades à distância, os candidatos participarão de até três encontros para formação presencial, cada um com 30h de atividades e com as despesas de transporte e estadia custeados pelo projeto. Estes encontros serão um estadual e dois regionais nos Núcleos Territoriais Neojiba.

Em 16 anos, o IASA já recebeu mais de 2 mil alunos, entre crianças e jovens, com uma média 120 alunos por ano, não apenas moradores de Vila de Santo André, mas também do centro de Cabrália, os bairros de Santo Antônio e Guaiú na orla norte, e durante um período teve turmas especificas para índios Pataxós em Coroa Vermelha… Já foram contemplados com o Procec os atuais monitores Eva, João, Bianca e Crislayne. Jakiam, que começou na bandinha rítmica, há dois anos mora em Salvador e participa na área de lutheria do Neojiba.

É um grande orgulho para o IASA transformar vidas através da música, gerar oportunidade aos jovens e colaborar na formação da cultura da região. Atualmente, por conta da pandemia, está atendendo apenas a 50 alunos, mas espera voltar às atividades brevemente. Apesar da instituição ter sido contemplado diversas vezes com patrocínios de grande importância nacional, como o Criança Esperança (duas vezes), Petrobrás e BNB Cultural, com a crise econômica e a suspensão de apoios culturais nos últimos anos, passou a viver de doações. Colabore para a manutenção deste projeto gerando oportunidade para mais crianças e jovens: Banco do Brasil – Instituto Amigos de Santo André – IASAAgencia 2574-7 cc 11509-6CNPJ 07.850.777/0001-94