Manchetes

Perigo nas rodovias: Animais abandonados podem causar acidentes graves e colocam em risco a segurança viária

Sabe-se que as rodovias e estradas federais estão localizadas, em sua grande maioria, em trechos de áreas rurais, sendo assim, não é incomum a presença de animais abandonados nessas vias públicas. Muitas das vezes, para não atropelar animais soltos na pista, os motoristas são obrigados a desviar ou a frear bruscamente, o que pode resultar […]


Sabe-se que as rodovias e estradas federais estão localizadas, em sua grande maioria, em trechos de áreas rurais, sendo assim, não é incomum a presença de animais abandonados nessas vias públicas. Muitas das vezes, para não atropelar animais soltos na pista, os motoristas são obrigados a desviar ou a frear bruscamente, o que pode resultar em acidente grave.

Dentre as atribuições da Polícia Rodoviária Federal existe a de remover os animais soltos em rodovias federais, visando a prevenção de acidentes e a construção de um trânsito mais seguro. Entretanto, é necessário reforçar que os proprietários dos animais podem ser enquadrados no artigo 132 do Código Penal, que trata sobre expor a vida ou a saúde de outrem a perigo direto e iminente, bem como no artigo 31 da Lei de Contravenções Penais, no qual estabelece que deixar em liberdade, confiar à guarda à pessoa inexperiente ou não guardar com a devida cautela animal perigoso. 

No ano de 2021, aproximadamente 1.250 animais foram retirados de circulação nas rodovias federais que cortam o estado da Bahia, este ano, o número já chega a 131. A região de Eunápolis, sul do estado, já acumula 67 ocorrências.

Se você possui animais em sua propriedade rural verifique abaixo dicas e cuidados necessários de serem seguidos:

  1. Mantenha-os preferencialmente em áreas cercadas ou delimitadas por obstáculos físicos com o intuito de impedir o deslocamento à margem ou leito das rodovias.
  2. Mantenha as cercas em bom estado de conservação
  3. Portas e porteiras de sua propriedade sempre fechadas

Lembre-se que o trânsito seguro é responsabilidade de todos e sua atitude pode salvar vidas.

A PRF alerta que, na hipótese do condutor deparar-se com um animal, principalmente de grande porte, durante sua viagem, é recomendado diminuir a velocidade do veículo, evitar o uso de buzina e faróis altos, uma vez que essas medidas podem assustar o animal e provocar reações de ataque, e gerar acidentes. Além disso, o condutor poderá informar a PRF através do número 191 que tomará as medidas de segurança cabíveis.

. . .

Leia também:

Censo 2022 começa em territórios indígenas

O Censo 2022 começa hoje (10) nos territórios indígenas e vai até 31 de outubro. Serão recenseados os indígenas...

Idosa de 75 anos morre após cair em fossa séptica em Itapebi

Uma idosa de 75 anos morreu após cair em fossa séptica instalada no quintal da casa onde ela morava no município de Itapebi, no extremo...

CNH pode custar até R$ 3 mil: veja como tirar a habilitação de graça

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH), também conhecida como carteira de motorista, costuma ficar ainda mais cara com o passar do...

IBGE começa nesta segunda o Censo 2022

Com o objetivo de levantar dados amplos e confiáveis sobre diversos aspectos da vida dos brasileiros, o Instituto Brasileiro de Geografia...