Vereador Humbetinho entra com mandado de segurança contra o prefeito por perseguição

Vereador Humbertinho entra com mandado de segurança contra o prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos(PSD) por perseguição.


6 de setembro de 2019 09:01

Humberto Cachoeira filho ( Humbertinho) que é servidor público concursado desde 2008, como Oficial Administrativo, sempre cumpriu sua jornada de trabalho na sede, agora vem enfrentando as manobras da prefeitura por ser um vereador crítico as postura da atual gestão.

O caso mais recente de embate com o executivo municipal foi negando o voto ao projeto de Lei que buscava empréstimo requerido pelo prefeito junto a Caixa Econômica Federal no valor de 15.000.000,00 (quinze milhões). Desde então o município começou a remaneja-lo a outros setores da prefeitura. Tendo nas últimas semanas levado Humbertinho ao setor de arquivos, localizado na cidade História, numa tentativa de coagir o edil.

Agnelo Santos vem fazendo inúmeros movimentos, além de perseguições aos servidores que não seguem a cartilha, as constantes troca de secretários e cargos estratégicos, revelam sua má condução da máquina pública.

ASSÉDIO MORAL E JUSTIÇA

A perseguição política, característica de gestores desqualificados e sem liderança, é uma das formas mais covardes de se manipular e pressionar os servidores. Trocas de funções e transferências injustificadas de local de trabalho configuram assédio moral.

No último dia 2 de setembro, foi publicado no Diário de Justiça do Estado da Bahia, um mandado de segurança contra o prefeito a fim de cumprir a ordem de realocar o servidor Humbertinho para seu setor de origem, em caso de descumprimento da ordem judicial, o gestor poderá ser multado, além de responder por crime de desobediência.

Com seu posicionamento firme no uso da palavra na Câmara de vereadores, Humbertinho vem incomodando por não ceder as investida do gestor. Mas o vereador garante seu compromisso com o povo de Cabrália.