Manchetes

Saiu na Globo: Corte de energia na prefeitura de Cabrália repercute na imprensa nacional

Administração municipal destacou que corte foi ilegal e que está com ação na Justiça contestando débitos. Liminar judicial determinou religamento da energia.


O corte de energia na sede da Prefeitura de Santa Cruz Cabrália e em outros prédios do município tiveram repercussão na imprensa regional e nacional.

O site G1 destacou que o corte foi devido a inadimplência da gestão com a fornecedora de energia Coelba.

A administração municipal acionou a Justiça, e uma liminar determinou o religamento imediato.

A Coelba confirmou que ainda nesta quinta-feira (5) iria cumprir a decisão, enquanto aguarda o julgamento do recurso do caso.

Até a manhã desta sexta-feira(6) a energia ainda não havia restabelecida e os servidores foram dispensados dos serviços.

A prefeitura de Santa Cruz Cabrália afirmou que o corte foi ilegal e que está com uma ação na Justiça contestando os débitos.

. . .

Leia também:

Cabrália registra 17 casos ativos, Bahia registra 5.248 casos ativos de Covid-19 e mais 9 óbitos

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.991 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,13%) e 1.051 recuperados (+0,07%)....

PRF lança Operação Corpus Christi 2022 na Bahia

Corpus Christi é um dos feriados cristãos mais comemorados no Brasil. Neste ano de 2022 a comemoração ocorrerá no dia 16 de junho,...

Três prisões em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições de uso restrito

Policiais da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Eunápolis prenderam quatro pessoas, apreenderam um...

Com mais de 60 mil atendimentos, Policlínica Regional da Costa do Descobrimento completa primeiro ano de funcionamento

Nesta sexta-feira, 10, o presidente do Consórcio Interfederativo de Saúde e prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos, participou...

60% dos baianos vacinados contra a Covid-19 não reforçaram a imunização com as 3ª e 4ª doses

Do total de 11,6 milhões de baianos vacinados com as 1ª e 2ª doses de vacina contra a Covid-19, cerca de 6,1 milhões de pessoas...