Profissionais de educação indígenas protestam contra o prefeito Agnelo Santos

O ato desumano e cruel da gestão Agnelo Santos levou profissionais de educação indígenas de Santa Cruz Cabrália a irem às ruas protestarem contra o decreto do prefeito, chamado de decreto da fome, que demitiu centenas de profissionais de educação, sem uma causa que justificasse a barbárie, deixando sem salários pais e mães de família, […]


5 de junho de 2020 20:55

O ato desumano e cruel da gestão Agnelo Santos levou profissionais de educação indígenas de Santa Cruz Cabrália a irem às ruas protestarem contra o decreto do prefeito, chamado de decreto da fome, que demitiu centenas de profissionais de educação, sem uma causa que justificasse a barbárie, deixando sem salários pais e mães de família, justamente num momento onde todos lutam contra a pandemia.

Sem queda nos recursos do FUNDEB, destinados pelo governo federal, o prefeito perversamente foi na contra-mão e agiu demitindo, sem pensar como ficaria a vida desse pessoal. Educadores contestam prefeitura sobre recursos e alegam que pasta da educação recebeu mais de 10 Milhões de janeiro a abril.

CDN24horas