Manchetes

Profissionais de educação indígenas protestam contra o prefeito Agnelo Santos

O ato desumano e cruel da gestão Agnelo Santos levou profissionais de educação indígenas de Santa Cruz Cabrália a irem às ruas protestarem contra o decreto do prefeito, chamado de decreto da fome, que demitiu centenas de profissionais de educação, sem uma causa que justificasse a barbárie, deixando sem salários pais e mães de família, […]


O ato desumano e cruel da gestão Agnelo Santos levou profissionais de educação indígenas de Santa Cruz Cabrália a irem às ruas protestarem contra o decreto do prefeito, chamado de decreto da fome, que demitiu centenas de profissionais de educação, sem uma causa que justificasse a barbárie, deixando sem salários pais e mães de família, justamente num momento onde todos lutam contra a pandemia.

Sem queda nos recursos do FUNDEB, destinados pelo governo federal, o prefeito perversamente foi na contra-mão e agiu demitindo, sem pensar como ficaria a vida desse pessoal. Educadores contestam prefeitura sobre recursos e alegam que pasta da educação recebeu mais de 10 Milhões de janeiro a abril.

CDN24horas

. . .

Leia também:

Censo 2022 começa em territórios indígenas

O Censo 2022 começa hoje (10) nos territórios indígenas e vai até 31 de outubro. Serão recenseados os indígenas...

Idosa de 75 anos morre após cair em fossa séptica em Itapebi

Uma idosa de 75 anos morreu após cair em fossa séptica instalada no quintal da casa onde ela morava no município de Itapebi, no extremo...

CNH pode custar até R$ 3 mil: veja como tirar a habilitação de graça

A Carteira Nacional de Habilitação (CNH), também conhecida como carteira de motorista, costuma ficar ainda mais cara com o passar do...

IBGE começa nesta segunda o Censo 2022

Com o objetivo de levantar dados amplos e confiáveis sobre diversos aspectos da vida dos brasileiros, o Instituto Brasileiro de Geografia...