Professores de Cabrália fazem manifestação pelo Piso Nacional

Na manhã desta quarta-feira, dia 09, profissionais da Educação de Santa Cruz Cabrália saíram às ruas em protesto contra o não cumprimento do Piso Nacional do Magistério. A manifestação seguiu com faixas e carro de som, alertando a população sobre o não cumprimento da lei federal.O Piso Nacional está vigente desde janeiro em todo o […]


9 de setembro de 2020 19:30

Na manhã desta quarta-feira, dia 09, profissionais da Educação de Santa Cruz Cabrália saíram às ruas em protesto contra o não cumprimento do Piso Nacional do Magistério. A manifestação seguiu com faixas e carro de som, alertando a população sobre o não cumprimento da lei federal.
O Piso Nacional está vigente desde janeiro em todo o país mas, em Santa Cruz Cabrália, já são mais de 250 dias que o prefeito Agnelo não está cumprindo a lei.

LONGA NEGOCIAÇÃO

De acordo com a categoria, as negociações estão acontecendo desde o início do ano. Durante a Jornada Pedagógica, antes do início das aulas, o prefeito chegou a apresentar ao público de educadores que lotava o auditório do Baía Cabrália o projeto de lei de sua autoria, que garantia o cumprimento da lei do piso no percentual de 12,84% aos profissionais do município. O projeto foi votado e aprovado pela Câmara de Vereadores no início de março, mas nunca foi cumprido pela gestão Agnelo.
Após alguns meses de cobrança, o prefeito chegou a propor um acordo de parcelamento do reajuste, que foi votado e aceito pela classe. Porém, na data em que seria paga a primeira parcela, Agnelo não honrou sua palavra e as reivindicações continuaram.

Houve ainda duas tentativas do prefeito de enviar para a Câmara um projeto de lei que, no lugar do piso, daria um reajuste em forma de perdas inflacionárias com percentual de 4, 48%.  Sem acordo, o sindicato impetrou Mandado de Segurança para pagamento integral do piso, ao qual o Ministério Público deu parecer favorável aos professores.
Cansados de serem enrolados a cada negociação com promessas que não foram cumpridas, os profissionais resolveram manifestar sua insatisfação no mês de setembro, saindo às ruas para que a população tenha conhecimento do que está acontecendo no município.
O que está acontecendo em Cabrália é uma falta de respeito da gestão Agnelo para com os profissionais da educação.
O não cumprimento do Piso Nacional pelo prefeito em Cabrália virou caso de justiça e está aguardando sentença por parte da juíza.