Manchetes

Prefeito Agnelo Santos não cumpre a lei e servidores municipais paralisam na terça-feira, 18/06

O Sindicato Base Territorial Santa Cruz Cabrália dos Servidores Públicos Municipais convocou os servidores da prefeitura para uma paralisação das atividades a partir de terça-feira, 18/06. O motivo da paralisação, segundo as lideranças dos servidores, seria o descumprimento do artigo 10, parágrafo único da Lei municipal nº 603/2018, que deu prazo de um ano, solicitado […]


Nota do SINSPPOR

O Sindicato Base Territorial Santa Cruz Cabrália dos Servidores Públicos Municipais convocou os servidores da prefeitura para uma paralisação das atividades a partir de terça-feira, 18/06.

O motivo da paralisação, segundo as lideranças dos servidores, seria o descumprimento do artigo 10, parágrafo único da Lei municipal nº 603/2018, que deu prazo de um ano, solicitado pelo próprio gestor, para que o município atualizasse o Plano de Cargos e Salários dos servidores.

De acordo o sindicato, foram várias as tentativas de diálogo com o prefeito para solucionar a pendência, que se expirou em 28/05 deste ano. “Diversos ofícios foram enviados ao gestor, sem obtermos respostas. Só nos restou a alternativa da paralisação”, declara as lideranças.

Envolto em uma série de denúncias contra sua administração, com destaque para a operação “fraternos” que denunciou sua gestão como participante da “ciranda da propina”, em parceria com o cunhado Robério Oliveira e Cláudia Oliveira, prefeitos de Eunápolis e Porto Seguro, respectivamente; o prefeito teve sua carreira política praticamente encerrada, precocemente, devido à sua condenação, já em segunda instância, no processo de improbidade administrativa, que revelou o abastecimento irregular do Trio-elétrico “Axé e Cia” na cidade de Eunápolis, quando o mesmo era o Secretário de finanças do prefeito e cunhado “fraterno” Robério Oliveira. A condenação o tornou inelegível por oito anos.

Não bastassem essas traquinagens do passado; agora, como gestor municipal de Cabrália, realiza uma administração atabalhoada, confusa e amarrada a projetos sinistros e suspeitos como a solicitação de empréstimo à Caixa Federal de 15 milhões de reais; Privatização dos serviços de água e esgoto do município; concessão dos serviços de transporte marítimo; sem falar das contratações de assessorias sem licitação e das manobras, em parceria com o presidente da Câmara, alterando quóruns de votação para aprovação de matérias de seu interesse.

O SINSPPOR Base Territorial de Santa Cruz Cabrália, avalia que a paralisação irá prejudicar pessoas que não estão envolvidas com a situação e pede a compreensão de todos, especialmente aos moradores do município, pela decisão de paralisação e, ao mesmo tempo, comunica a administração, a disposição de retomada do diálogo para encaminhamento da questão de forma que atenda a todos, sem prejuízos à população. Caso o prefeito insista em ignorar as reivindicações dos servidores, após a paralisação de terça-feira, 18/06, será feita nova assembleia para definição de uma greve por prazo indeterminado.

Fonte: Jojonoticias

. . .

Leia também:

Cabrália registra 17 casos ativos, Bahia registra 5.248 casos ativos de Covid-19 e mais 9 óbitos

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.991 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,13%) e 1.051 recuperados (+0,07%)....

PRF lança Operação Corpus Christi 2022 na Bahia

Corpus Christi é um dos feriados cristãos mais comemorados no Brasil. Neste ano de 2022 a comemoração ocorrerá no dia 16 de junho,...

Três prisões em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições de uso restrito

Policiais da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), de Eunápolis prenderam quatro pessoas, apreenderam um...

Com mais de 60 mil atendimentos, Policlínica Regional da Costa do Descobrimento completa primeiro ano de funcionamento

Nesta sexta-feira, 10, o presidente do Consórcio Interfederativo de Saúde e prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos, participou...

60% dos baianos vacinados contra a Covid-19 não reforçaram a imunização com as 3ª e 4ª doses

Do total de 11,6 milhões de baianos vacinados com as 1ª e 2ª doses de vacina contra a Covid-19, cerca de 6,1 milhões de pessoas...