Prefeito Agnelo coleciona derrotas na Justiça que o deixa inelegível

O Prefeito Agnelo vem sofrendo seguidas derrotas na justiça que têm como consequência sua inelegibilidade.


17 de junho de 2020 11:34

O gestor, investigado na ‘Operação Fraternos’ da Polícia Federal, sob acusação de possível desvio de R$ 200 milhões, já foi condenado em segunda instância em processo de improbidade administrativa, em razão de irregularidades cometidas na época em que era Secretário de Finanças do primeiro governo de seu cunhado Robério em Eunápolis.

Agora, com mais uma derrota no tribunal de contas do município (TCM), cai por terra as suas chances de se candidatar a reeleição.

Há quem defenda que Agnelo Santos, prefeito com a maior rejeição da história de Cabralia, pode ainda tentar uma liminar judicial para concorrer as eleições deste ano, com chances mínimas de êxito.

Mesmo que conseguisse reverter sua inelegibilidade, nesses tempos de pandemia, sem poder ter o contato corpo a corpo para tentar diminuir sua rejeição recorde, Agnelo deve apostar em outro nome para lhe suceder.

Aguardemos os próximos capítulos dessa triste novela, que levou a nossa Cidade a um retrocesso sem precedentes.

O Julgamento em segunda instância já o tornou inelegível, e agora vamos ver como vão se posicionar os vereadores no julgamento das contas rejeitadas pelo TCM do prefeito Agnelo e do vice Carlos Lero.