Policlínica: Prefeita dá as costas pra mais de 2,5 mil procedimentos

Vereador Bromochenkel desmentiu secretária de Saúde. Ele afirmou que este ano município não está oferecendo exames à população


23 de abril de 2021 09:53

A menos de um mês da inauguração da Policlínica de Saúde da Costa do Descobrimento, previsto para o dia 14 de maio, a prefeita de Eunápolis, Cordélia Torres (DEM), ainda não fechou questão se deve ou não formalizar a adesão ao rateio mensal dos serviços prestados pelo equipamento de saúde para que a população tenha acesso à quase 2,5 mil consultas mensais com especialidades médicas, exames e procedimentos.

Na manhã desta quinta-feira (22/04), a diretora-executiva da policlínica, Lívia Oliveira, concedeu entrevista a uma emissora de rádio local e falou sobre uma reunião com os vereadores que aconteceu na terça-feira (20/04), na Câmara de Vereadores, com a presença do presidente da policlínica, Agnelo Santos Jr. (PSD) e com a secretária de Saúde de Eunápolis, Anara Sartório. A diretora-executiva disse que foi sabatina pelos parlamentares e os demais presentes, quando apresentou o protocolo de serviços especializados oferecidos aos municípios e a forma de pagamento dos custos.

PROVOCAÇÕES

Dois incidentes marcaram o encontro na Câmara Municipal, demonstrando a falta de interesse do Poder Executivo local em aderir ao rateio dos serviços. Em primeiro lugar, a secretária de Saúde disse que o município oferece todos esses serviços na Policlínica Municipal com especialistas e funcionários efetivos. O vereador Pastor Renato Bromochenkel, do Avante, desmentiu a secretária. Ele afirmou que visita regularmente a Secretaria de Saúde e fiscaliza todos os contratos, tendo verificado que este ano o município não está oferecendo exames à população. “Sequer exames simples, como um hemograma”.

Momento em que secretários de Governo e de Saúde (ao fundo) levantam e abandonam a reunião

Em resposta, a secretária de Saúde, Anara Sartório, e o secretário de Governo, Osvaldo Soares Filho, alegaram que os contratos com as clínicas e laboratórios ainda não foram assinados porque o ex-prefeito não aditivou os contratos do ano de 2020.

Outro mal-estar aconteceu entre o secretário de Governo de Eunápolis, Osvaldo Soares Filho, e o prefeito de Santa Cruz Cabrália, Agnelo Santos Jr. Após disparar dois gritos de não, rechaçando os argumentos do presidente do consórcio, Osvaldo disse que “Agnelo conhece muito bem as necessidades do município que dirige, mas não as necessidades de Eunápolis”. E ato contínuo levantou-se, deixando os presentes estupefatos.

Em resposta, Agnelo respondeu considerando apenas que teria sido mais proveitoso que a prefeita Cordélia Torres tivesse enviado para a reunião o secretário de Finanças, “porque aquele iria entender, que pagar R$400 numa tomografia, na rede privada, mesmo de acordo com os preços da tabela SUS, é mais caro que aceitar os valores praticados pela policlínica”, comparou.

INTERIORIZAÇÃO

Segundo a diretora-executiva da policlínica, os consórcios de saúde interiorizam o atendimento médico. “Nele, o estado investe na construção, aquisição de equipamentos e micro-ônibus e custeia 40% das despesas das unidades. Aos municípios consorciados, de acordo com sua população, cabe o rateio dos 60% restantes”.

Eunápolis, a título de exemplo, arcará com R$ 1.836.042,43 anual, pagando R$ 1,34 por cada habitante, podendo ter acesso a um total de 977 cotas para especialidades médicas e consultas com equipe multiprofissional e 1.512 cotas para exames especializados e procedimentos, como eletrocardiograma, mamografia, duplex scan, raio X, tomografia computadorizada, ultrassonagrafia e diversos outros.

Policlínica de Saúde da Costa do Descobrimento, previsto para o dia 14 de maio

A diretora-executiva destacou a importância da nova unidade de saúde para a região. “A proposta do consórcio é de que trabalhemos em rede e que, desta forma, possamos sanar as dificuldades que todos os municípios vizinhos enfrentam no atendimento de especialidades e exames de alta complexidade. Sem dúvida, um grande avanço”, afirmou Lívia Oliveira

EQUIPAMENTO

Localizada no bairro Santa Isabel, em Eunápolis, a Policlínica Regional irá atender à população dos municípios de Belmonte, Eunápolis (se aderir), Guaratinga, Itabela, Itagimirim, Itapebi, Porto Seguro (se aderir) e Santa Cruz Cabrália.

Para o presidente do consórcio, Agnelo Júnior, “o encontro foi importante na medida em que dúvidas e demandas foram apresentadas e efetivamente respondidas, o que mostra o compromisso dos municípios que já aderiram, em consolidar o consórcio e a Policlínica Regional de Saúde”. Ele disse que ainda confia no bom senso da prefeita de Eunápolis e na sua adesão ao rateio, devido ao custo dos exames ser mais barato do que é praticado pela rede de medicina suplementar por meio da tabela SUS”.