Manchetes

Polícia procura suspeito de matar enfermeiro e amigo em Cabrália

Denílson Fernandes Batista está sendo procurado pela polícia


Denílson Fernandes Batista está sendo procurado pela polícia

A polícia segue em busca de um homem suspeito de ter matado o enfermeiro Klemenson Austricliano de Souza, 46 anos e o amigo dele, Héber Santos Magalhães, de 47. O crime ocorreu sábado passado, na cidade de Santa Cruz Cabrália. 

Segundo as investigações, o duplo homicídio foi cometido por Denílson Fernandes Batista. O motivo – conforme a polícia – foi um conflito agrário. Denílson e o enfermeiro disputavam a propriedade de uma casa no bairro Nova Cabrália.

Na manhã de sábado, conforme relato de uma testemunha, Denílson pulou o muro da casa exigindo que o enfermeiro abandonasse o local. Durante a confusão, Denílson teria sacado um revólver e atirado no enfermeiro e no amigo. Uma terceira pessoa que também estava na residência conseguiu fugir e pedir ajuda à polícia.

O delegado Wendel Ferreira informou ao RADAR 64 que a mulher de Denílson também teve participação no crime. Os dois encontram-se foragidos. 

DISPUTA – O imbróglio sobre a disputa da casa ocorre há pelo menos cinco anos. O imóvel pertence a um italiano, que já não está no Brasil. Denílson alega que seu pai trabalhou como caseiro para o italiano. Depois que foi dispensado, entrou com um processo trabalhista.

Não há informação se o caseiro recebeu alguma indenização trabalhista. O que se sabe é que ele se apossou do imóvel, alegando que seria uma compensação financeira pelos anos ali trabalhados.

Ocorre que, dois anos depois, o caseiro morreu. O seu filho, Denílson, que mora em Coronel Fabriciano, em Minas Gerais, veio a Cabrália tomar posse do bem, alegando ser o legítimo herdeiro. Como não podia ficar na cidade, ele fez um acordo com o enfermeiro, que passaria a ser o caseiro do imóvel, onde também moraria.

Enfermeiro disputava posse de casa onde Denílson

Mais tempo se passou e Denílson voltou a Cabrália para assumir definitivamente a casa, mas o enfermeiro também alegou que teria direito a uma indenização trabalhista, pois trabalhou como caseiro. 

Como não houve um acordo, o enfermeiro também se apoderou da casa, como recompensa. Em setembro, os dois chegaram a brigar. A confusão foi parar na delegacia.

No início deste mês, Denílson retornou à Santa Cruz Cabrália com a mulher. O casal se hospedou a 100 metros da casa. No sábado, Denílson foi ao local de arma punho, exigindo que o caseiro saísse imediatamente. Desta vez, a confusão terminou em tragédia.

Não há informação se o dono original da casa, o italiano, formalizou algum acordo de transferência do bem para o caseiro.

A polícia apreendeu o carro de Denílson, que foi abandonado no estacionamento da pousada.  A advogada dele já entrou em contato com a delegacia local, negociando a sua apresentação para ainda esta semana, possivelmente.

Radar64

. . .

Leia também:

Com exigência de comprovante de vacinação para uso do transporte intermunicipal como fica a linha Cabrália x Porto seguro ?

Será publicado, no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (25), decreto que exige a comprovação de vacinação contra a...

Suspeito de matar menina de dois anos é preso em Itabuna

O suspeito de matar uma menina de dois anos em Santa Luzia, na região sul da Bahia, foi preso no sábado (6) por policiais militares....

Marília Mendonça morre em queda de avião em Minas Gerais

Mais quatro pessoas morreram na queda: o produtor Henrique Ribeiro, o tio e assessor da cantora Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto e o...

Rui autoriza inicio da construção do Hospital Geral Costa das Baleias

Investimento é de R$ 200 milhões entre obras e...

Marília Mendonça é resgatada após avião em que a cantora estava cair em MG, diz assessoria

Assessoria da cantora diz que ela está bem e foi resgatada após avião cair com ela e mais quatro pessoas em Minas...