Fim da linha: Brasileiro pode deixar de operar a linha Belmonte X Cabrália

A vida das pessoas que tem necessidade de se deslocar para Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália poderá ser dificultada nos próximos dias, já que, segundo informações apuradas pela nossa reportagem, a empresa Brasileiro tem planos de deixar de operar a linha Belmonte X Santa Cruz Cabrália. Segundo fontes da empresa, a concorrência predatória das […]


4 de março de 2021 11:49

A vida das pessoas que tem necessidade de se deslocar para Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália poderá ser dificultada nos próximos dias, já que, segundo informações apuradas pela nossa reportagem, a empresa Brasileiro tem planos de deixar de operar a linha Belmonte X Santa Cruz Cabrália.

Segundo fontes da empresa, a concorrência predatória das lotações e o aumento do preço do óleo diesel são os principais motivos da decisão, já que, está inviabilizando economicamente a continuidade do serviço. “As lotações não pagam impostos e nem direitos trabalhistas e não são obrigadas a cumprir horários, independe do número de passageiros que estiverem no ponto. É uma concorrência desleal que as autoridades não fiscalizam e que resultará em perdas para o usuário que ficará refém da vontade dos clandestinos para poder viajar.” – Informou a fonte consultada por nossa reportagem.

Como medida para tentar manter os custos dentro do aceitável, a Brasileiro já suspendeu os horários de 05:20Hrs (Belmonte X Cabrália) e o de 06:50 Hrs (Cabrália X Belmonte) aos domingos. A empresa, a partir do dia 07/03, segundo informações, já avisou aos funcionários que passará a operar a linha com micro-ônibus, mas, a proposta de suspensão do serviço já está na mesa da direção da empresa.

Alegando a mesma situação, a empresa Rota Transportes, também do Grupo Brasileiro, parou de operar a linha Belmonte X Itabuna no mês passado. A situação pode dificultar a vida de quem é usuário da linha, já que, terá como única opção o transporte clandestino, que costuma a inflacionar os preços quando não há empresas regulares operando, como já se viu acontecer na época em que as linhas de ônibus estaduais foram suspensas pelo Governador Rui Costa para impedir a disseminação do COVID-19. Nossa equipe tentou entrar em contato com a ouvidoria da empresa, mas não obteve resposta sobre o assunto.

MaisBN