Crime em 2015 em CABRÁLIA: Vendedor de caldo de cana é condenado a 18 anos de prisão

Auto Galdino e Lemos foi condenado a 18 anos de prisão por matar garçonete


18 de dezembro de 2019 12:31
Auto Galdino e Lemos foi condenado a 18 anos de prisão por matar garçonete

SANTA CRUZ CABRÁLIA – O vendedor ambulante Auto Galdino e Lemos, 54 anos, foi condenado a 18 anos de prisão pelo assassinato da garçonete Jaine de Souza Nascimento, 17 anos. O crime ocorreu em outubro de 2015.

O júri popular, que foi realizado no Fórum de Santa Cruz Cabrália, na terça-feira (17), teve cerca de sete horas de duração. A sessão foi encerrada por volta das 17h30, com a leitura da sentença pela juíza Tarcísia de Oliveira Fonseca Elias.

Jaine foi morta em 2015, em Cabrália

Auto Galdino foi condenado por homicídio triplamente qualificado devido os requintes de crueldade. A vítima teve a língua cortada e partes íntimas perfuradas. O corpo dela foi encontrado enrolado em uma lona em um matagal no bairro Mirante.

Cerca de 15 dias após o homicídio, Auto Galdino se apresentou à polícia na companhia de um advogado. Ele negou as acusações. Um mandado de prisão já havia sido expedido contra ele. Desde então, o vendedor ambulante está preso.

Radar64