Caravana da Justiça Social beneficiou povos indígenas, cacique Aruã faz balanço

A realização das caravanas em territórios indígenas é mais uma demanda dos povos tradicionais atendida pela SJDHDS.


2 de setembro de 2019 10:23

A população indígena de Santa Cruz Cabrália, foi beneficiada com os serviços gratuitos da Caravana da Justiça Social, promovida pela Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), na última sexta-feira (30). Essa foi a segunda caravana realizada em território indígena nesta semana, de um total de quatro edições do mutirão, que atendeu mais de 4,5 mil pessoas.

A população marcou presença na Escola Indígena da Aldeia Coroa Vermelha em busca dos serviços do mutirão, que envolvem desde a emissão de documentos até a realização de exame de DNA. A juventude também aproveitou a oportunidade e emitiu o ID Jovem, documento que garante gratuidade e meia entradas em eventos culturais e viagens, por exemplo.

Cacique Aruã Pataxó, Aldeia Coroa Vermelha e o Secretário Estadual da Justiça, Carlos Martins, na Caravana da Cidadania e Cabrália.

A Caravana disponibilizou a emissão gratuita de documentos como RG, CPF, Carteira de Trabalho e certidões de Nascimento, Casamento e Óbito. “Essa Caravana da Justiça Social é fruto de uma articulação dos povos indígenas que começou no Acampamento dos Povos Indígenas da Bahia, em Salvador. Esses benefícios são muito importantes. A SJDHDS é uma parceira de primeira hora”, afirmou o cacique Aruã Pataxó.

A realização das caravanas em territórios indígenas é mais uma demanda dos povos tradicionais atendida pela SJDHDS. A secretaria promove uma série de ações e articulações com os diferentes povos indígenas da Bahia, com o objetivo de garantir a segurança, a integridade e, principalmente, o direito à terra, cuja demarcação é de responsabilidade do governo federal.

O secretário da SJDHDS, Carlos Martins, visitou o local acompanhado do superintendente de Direitos Humanos, Jones Carvalho, e do coordenador de Políticas para os Povos Indígenas, Jerry Matalauwê. “Eu fiz questão de estar aqui na Aldeia Coroa Vermelha para ver o trabalho da nossa equipe e o atendimento. Tenho certeza que as pessoas que precisam dos nossos serviços sairão daqui satisfeitos. Esse é um compromisso do nosso governo, por meio da SJDHDS, de garantir cidadania e justiça social para todos os baianos, sem exceção”, disse Martins.