Piloto de avião interceptado com cocaína disse ter decolado de fazenda dos Maggi

O piloto do avião bimotor interceptado pela Força Aérea Brasileira (FAB) no domingo (25) com 500 quilos de cocaína disse à defesa aérea que decolou da fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo de Parecis (MT). A informação foi dada por meio de nota pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica. A propriedade rural é arrendada […]


26 de junho de 2017 16:30

O piloto do avião bimotor interceptado pela Força Aérea Brasileira (FAB) no domingo (25) com 500 quilos de cocaína disse à defesa aérea que decolou da fazenda Itamarati Norte, no município de Campo Novo de Parecis (MT). A informação foi dada por meio de nota pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica.

A propriedade rural é arrendada pela empresa Amaggi, de propriedade da família do ministro da Agricultura, Blairo Maggi.

Ao G1, a assessoria do ministro afirmou que está elaborando uma nota para esclarecer o assunto, que não tinha sido divulgada até a última atualização desta reportagem.

Em nota, a empresa Amaggi disse que “não tem qualquer ligação” com a aeronave interceptada pela FAB e “não emitiu autorização para pouso/decolagem da mesma em qualquer uma de suas pistas”.