Acidentes em rodovias federais têm primeira alta após 9 anos de queda

Entre janeiro e julho deste ano, houve 36,7 mil ocorrências, alta de 7,5% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram computados 34,2 mil acidentes. Apesar do aumento em 2021, o registro é o segundo menor desde 2007, início da série histórica disponibilizada pelo governo federal. O pico ocorreu em 2012, quando […]


20 de setembro de 2021 10:17

Entre janeiro e julho deste ano, houve 36,7 mil ocorrências, alta de 7,5% em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram computados 34,2 mil acidentes.

Apesar do aumento em 2021, o registro é o segundo menor desde 2007, início da série histórica disponibilizada pelo governo federal.

O pico ocorreu em 2012, quando houve 107,5 mil acidentes em rodovias federais no período de janeiro a julho.

Esses dados foram levantados pelo Metrópoles junto à base de dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Os números não incluem acidentes fora das rodovias federais. Mesmo assim, são considerados por especialistas os mais completos do país.

Ministério da Infraestrutura explicou, em nota ao Metrópoles, que, em 2020, devido à pandemia da Covid-19, o país identificou menor tráfego de pessoas nas rodovias federais, o que teria resultado em redução no número de acidentes.