Manchetes

Sobe para 20 o número de casos de sarampo confirmados na Bahia

Foram confirmados 11 novos casos em boletim divulgado nessa quarta-feira (9)


Campanha Nacional de Vacinação contra a doença começou essa semana (Foto: Marina Silva/ CORREIO )

O número de casos de sarampo confirmados na Bahia voltou a crescer. A informação foi divulgada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), nessa quarta-feira (9), e aponta 11 novos pacientes com a doença no estado. Santo Amaro é a cidade com o maior número de infectados, e Salvador tem um caso importado registrado.

Cinco novos casos de sarampo foram confirmados nos municípios de Santo Amaro, três em Gandu, um em Ituberá, um em Andorinha e outro no município de Palmeiras. A investigação epidemiológica concluiu que os casos registrados em Gandu e Ituberá estão associados ao surto de Santo Amaro.

Em nota, a Sesab informou que, com estes novos casos, até essa quarta-feira (9), foram contabilizados 20 casos de sarampo em residentes na Bahia, sendo 12 em Santo Amaro, 3 em Gandu, 1 em Ituberá (estes relacionados ao surto em Santo Amaro), 1 em Andorinha (importado de São Paulo), 1 em Jacobina, 1 em Palmeiras e 1 em Salvador (estes dois últimos importados da Europa).

Até o dia 5 de outubro, foram notificados na Bahia 509 casos suspeitos de sarampo, sendo 263 descartados e 20 confirmados. Os demais permanecem em investigação. 

Vacinação 
Na segunda-feira (7), começou a Campanha Nacional de Vacinação contra a doença. Até a semana passada, um terço da população baiana com menos de 50 anos ainda não estava imunizada contra a doença. De acordo com informações da Coordenação de Imunização da Sesab, até setembro, a cobertura vacinal na Bahia contra o sarampo nessa faixa etária era de 66%. Ou seja, 34% do público que tem direito a se vacinar na rede pública não estava imunizado.

A Bahia recebeu 286 mil doses da vacina tríplice viral, que protege contra caxumba, rubéola e sarampo. A campanha de vacinação acontecerá em duas etapas: a primeira tem como alvo crianças não vacinadas de seis meses até 5 anos – o Dia D será 19 de outubro. Depois será a vez de vacinar a população de 20 a 29 anos, entre os dias 18 e 30 de novembro, com Dia D em 29 de novembro.

De acordo com dados de 2015 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad/IBGE), a Bahia tem 1,2 milhão de crianças de zero e cinco anos. Já os jovens entre 20 e 29 anos somam 2,1 milhões pessoas no estado, segundo a Pnad Contínua, de 2018. Os baianos nos grupos de risco passam dos 3,3 milhões.

O sarampo é uma doença viral aguda, altamente contagiosa, grave, que pode acometer pessoas não vacinadas em qualquer idade. A transmissão acontece através de secreções nasais ao tossir, expirar ou falar.

Os sintomas da doença aparecem apenas de 10 a 14 dias após a exposição ao vírus. Incluem tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pele com manchas vermelhas. Além disso, em casos mais graves, pode causar também infecção nos ouvidos, pneumonia, diarreia, convulsões e lesões no sistema nervoso.

Correio



. . .

Leia também:

Mandado por tráfico é cumprido em Eunápolis

Uma mulher de 22 anos foi presa, na quarta-feira (18), por policiais civis da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior...

Inscrições para o Enem 2022 começam na terça-feira

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam nesta terça-feira (10) e podem ser realizadas até o dia 21 de...

Bahia não registra óbito por Covid-19 nas últimas 24 horas

O boletim epidemiológico deste domingo (8) não registra óbito por Covid-19 na Bahia. Nas últimas 24 horas, foi registrado 1 caso de...

Voto em trânsito é opção para quem perdeu prazo de transferir título

Para quem perdeu o prazo para transferir o título de eleitor de cidade e ainda assim não quer abrir mão de votar, a Justiça Eleitoral...

Apenas 8,33% das crianças menores de 5 anos estão vacinadas contra sarampo na Bahia

A campanha de vacinação contra o sarampo imunizou 8,33% das crianças com idades de 6 meses a menos de 5 anos (4 anos, 11 meses e 29...