Azul terá 600 voos extras para a Bahia até fevereiro de 2020


20 de dezembro de 2019 14:41

A Azul – terceira maior companhia aérea do país –  vai oferecer na alta temporada de verão, que começou agora em dezembro e segue até fevereiro, 600 voos extras para a Bahia, totalizando 70 mil assentos adicionais. As novas operações vão contemplar  Salvador, Porto Seguro e Ilhéus,  três dos principais destinos turísticos do país. “Teremos na Bahia o maior volume de aeronaves adicionais da Azul”, disse Marcelo Bento Ribeiro, diretor de relações institucionais da companhia.

Com 84 ligações sazonais, Salvador terá voos inéditos para Vitória (ES) e operações extras para  destinos locais, como Porto Seguro, Lençóis e Ilhéus. Serão contemplados ainda Maceió, Belo Horizonte e Campinas. Porto Seguro, por sua vez,  terá  voos extras oriundos de cidades do interior de São Paulo, como Bauru, Campinas, São José do Rio Preto e Ribeirão Preto. O município do extremo sul  também receberá mais aeronaves da empresa  nas rotas para São Paulo, Belo Horizonte, Uberlândia (MG), Montes Claros (MG), Rio de Janeiro e Vitória. 

A Azul vai fechar o ano com 13.449 partidas no estado, com a oferta de 1.643.849 assentos, o que representa uma alta de 26% em relação a 2018. A  previsão é de que, em 2020, o número de assentos aumente 60%, chegando a 2.099.387. Para Salvador, a oferta vai quase dobrar no ano que vem em relação a 2018: saltará de 762.604 assentos para 1.408.657.

ICMS

Segundo  Marcelo Ribeiro,  o aumento da oferta de assentos para a capital baiana se deve à redução das alíquotas de ICMS  sobre o querosene de aviação, o aumento do número de voos e a utilização de aeronaves de maior porte. “A Azul tem buscado alocar os aviões maiores justamente para o mercado do Nordeste”, diz o executivo, que defendeu ainda o projeto  do governo do estado que pretende construir um novo aeroporto em Porto Seguro.

“É uma demanda que a gente defende há mais de 3 anos. O Aeroporto de Porto Seguro morreu, só falta pregar o prego do caixão. O aeroporto não tem espaço mais para uma mosca voar nele. E não estou falando em conforto de passageiros e sim de capacidade de pista”, disse.

O anúncio dos voos extras da Azul foi feito ontem pela manhã no auditório do Aeroporto de Salvador. O diretor-presidente do Salvador Bahia Airport, Julio Ribas, destacou o bom momento vivido pelo equipamento de Salvador. Segundo ele, apesar da crise da Avianca, que tinha forte presença no estado, a oferta total de assentos para o aeroporto terá um aumento de 7,6% neste verão na comparação com o volume registrado no ano passado. O pico de oferta será em janeiro, com cerca de 950 mil assentos disponíveis.